Programa Entrelinhas, da TV Cultura, homenageia Noel e Adoniram

Natália Bittencourt -

O programa exibe entrevista com Celso de Campos Jr., biógrafo de Adoniran, e com Martinho da Vila, que acaba de lançar o CD Poeta da cidade, em homenagem ao “poeta de Vila Isabel”.


O Entrelinhas deste domingo (5/9) destaca o diálogo entre literatura e música popular e os centenários de Adoniran Barbosa e Noel Rosa em entrevistas com Martinho da Vila e Hermínio Bello de Carvalho. Apresentado por Paula Picarelli, o programa vai ao ar às 21h30, na TV Cultura.

O programa faz uma homenagem aos 100 anos de nascimento dos dois grandes poetas do samba. Na matéria, uma entrevista com Celso de Campos Jr., biógrafo de Adoniran, e outra com o sambista Martinho da Vila, que acaba de lançar o CD Poeta da cidade, em homenagem a Noel, o “poeta de Vila Isabel”. Martinho, que tem dez livros publicados, fala também de sua recente candidatura a uma vaga na Academia Brasileira de Letras – e explica que concorreu como um gesto simbólico pela inclusão de um negro na instituição criada pelo mulato Machado de Assis.

O Entrelinhas mostra ainda um lado pouco conhecido do sambista carioca que é autor de clássicos da música popular brasileira como Alvorada (em parceria com Cartola e Carlos Cachaça) e Doce de Coco (com Jacob do Bandolim). Com uma obra literária que não se confunde com suas letras musicais, Hermínio Bello de Carvalho escreveu vários livros e teve seus poemas selecionados na antologia Embornal.

Em entrevista ao programa, Hermínio fala de sua relação com a poesia de Mário de Andrade, Manuel Bandeira e, sobretudo, Carlos Drummond de Andrade – com quem manteve uma correspondência que será lançada em livro, agora em setembro. Carlos Drummond de Andrade é outro destaque: o programa mostra a edição comemorativa de 80 anos de seu primeiro livros alguma Poesia. O volume reproduz em fac-símile o exemplar que pertenceu ao próprio poeta mineiro, com anotações e correções que seriam incorporadas às edições subsequentes desse marco da literatura brasileira, cujos poemas são a mais perfeita realização das propostas do Modernismo.


Horário de Exibiçao
Inédito: Domingo, 21h30.
Reapresentação: madrugada de terça para quarta à 01h30

Fonte TV Cultura
► Leia mais...

Sesc Tijuca faz, hoje, “viagem literária” pelos caminhos de Noel Rosa

Natália Bittencourt -

Passeio guiado por profissionais que cantam e contam Noel, percorrendo lugares frequentados pelo ‘poeta da Vila’

Como parte das comemorações do centenário de Noel Rosa, o Sesc Tijuca promove uma ‘viagem literária’, hoje (27/08), aos redutos do ‘poeta da Vila’. Em passeio guiado com a presença da pesquisadora e bibliotecária Tania Basto, que falará sobre a trajetória do artista, os passageiros do microônibus irão conhecendo as ruas, praças e outros espaços que serviram de inspiração a Noel Rosa.

Durante a viagem, ocantor e músico Roberto Rondó, com um violão, irá cantando clássicos de Noel, como “Feitiço da Vila”, “Conversa de botequim” e “Com que roupa”. A ‘viagem’ percorrerá os bairros da Tijuca, Vila Isabel e Maracanã - com direito a visita ao estádio. Os preços variam entre R$ 5 e R$ 10. O passeio sairá do Sesc Tijuca às 14h com retorno previsto para 18h. Mais informações pelo telefone 3238-2156. Os interessados devem se apressar porque há poucas vagas disponíveis.

Na véspera da ‘viagem literária’, dia 26/8, o Sesc Tijuca realizou um show, com entrada franca, com repertório de Noel Rosa. A cantora e compositora Marcia Lisboa, acompanhada de banda, se apresentou às 14h30 no espaço Casa Rosa, da unidade do Sesc Rio. Alunos de escolas públicas e particulares já garantiram presença.

Viagem Literária - tributo a Noel RosaDia 27/8
14h às 18h
Saída e chegada no Sesc Tijuca - Rua Barão de Mesquita 530
Tel para informações - 3238-2156, com Ana Maria
Preços - R$5 (comerciários) e R$10 (inteira)
Visita guiada ao Maracanã (opcional) - R$10

Fonte Paulo GramadoImprensa/Sesc Rio
Sistema Fecomércio-RJ
Tels.: 3138-1233 / 9991-0800
www.sescrio.org.br
► Leia mais...

Concurso de caricaturas e charges "Noel é 100!"

Natália Bittencourt -


No ano do centenário de nascimento de Noel Rosa, o Instituto de Memória Musical Brasileira decidiu homenageá-lo com a produção de um livro, luxuosamente editado e ricamente ilustrado com 40 caricaturas e charges sobre a sua vida e a sua época.

Para fazer isso da forma mais democrática possível, criaram um concurso destinado à todos os artistas, profissionais ou amadores, que desejem ver a sua obra participando deste importante elemento de preservação da nossa cultura.

O concurso, incentivado pela Lei Rouanet e patrocinado pela Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro, tem por objetivo selecionar 30 obras, entre caricaturas, charges ou cartoons que irão compor, em conjunto com 10 obras de cartunistas convidados e textos de pessoas ligadas à música brasileira, este livro, que servirá como referência futura sobre a vida e a obra de Noel Rosa.

Já foram convidados e aceitaram os consagrados artistas Loredano, Baptistão, Ulisses, Manohead e Ildo.

A participação no Concurso é gratuita e, além da publicação de seus trabalhos, os 3 primeiros colocados receberão prêmios no valor de R$ 3.000,00, R$ 2.000,00 e R$ 1.000,00.
Os artistas classificados entre o 30º e o 4º lugares também terão suas obras publicadas no livro e participarão da cerimônia de lançamento.

Para fazer a sua inscrição, preencha o formulário existente no site http://www.noel100.com.br/ . Lá mesmo você poderá enviar sua obra em formato digital.

O e-mail para contato é noel@memoriamusical.com.br.
Participe!



O INSTITUTO MEMÓRIA MUSICAL BRASILEIRA é uma entidade sem fins lucrativos, com o objetivo de preservar a memória da música brasileira através da pesquisa e catalogação de todos os discos realizados até hoje no Brasil.


Instituto Memória Musical Brasileira
Rua Maestro Felício Toledo 200,
sala 502 Niterói, Rio de Janeiro
CEP: 24030-107 Brasil

Fonte Coordenação do Concurso
► Leia mais...

En'Canta Noel na Bem Cultural TV

Natália Bittencourt -

O espetáculo En'Canta Noel, vem ganhando seu público e agora nos presenteia com a participação na TV local Bem Cultural TV, de Petrópolis.



Assista ao vídeo:







En'Canta Noel



Palácio de Cristal - dia 28 de agosto, às 18h - entrada franca
Theatro D. Pedro - dia 16 de setembro, às 15h - R$ 3,00 - somente para estudantes
Theatro D. Pedro - dia 16 de setembro, às 19h30 - R$ 20,00 e 10,00 (meia entrada:antecipada, estudantes, professores, classe artística ou quem tiver uma nota fiscal de mais de 30,00 do Empório Multilix)





De cunho totalmente cultural e com o principal objetivo de valorizar a história da Música Popular Brasileira, o projeto encontrou em grandes artistas da cidade, o elenco perfeito para a apresentação feita de teatro, canção, poesia e muitos dados biográficos e históricos.

O motivo é o centenário do ícone Noel Rosa, personagem de um momento muito importante para a proliferação do samba urbano do Rio de Janeiro nas décadas de 20 e 30.

Para dar um foco informativo ao espetáculo, o músico e professor de História Norton Ribeiro, palestrante e pesquisador no quesito “História do Samba Carioca” tem sido de suma importância. Na peça é o ator que interpreta o personagem “doutor”, mas nos bastidores situa o texto no que se confere à política da época, ao palavreado utilizado nos anos 40, assim como situações que mudaram o contexto do Rio e do Brasil.

Já para engrandecer a parte musical, nomes renomados como o de Guido Martini, que divide a direção musical com Norton Ribeiro, assim como domina quase toda a parte vocal das canções do espetáculo,e dos Percussionistas Yuri Garrido e Tartaruga, conferem ao espetáculo o respeito total à obra de Noel Rosa.

Com informações da Assessoria do Grupo


Contatos para contrato do espetáculo En'canta Noel.
Catarina Maul
(24)2243-6302
(24) 9266-8031
catarinamaul@globo.com
► Leia mais...

Samba na Cinemateca

Natália Bittencourt -

No dia 31 de agosto de 2010, a Cinemateca Brasileira, em São Paulo, irá apresentar uma programação cheia de ginga e malandragem, é o Cine Samba.

A entrada é gratuita!
PROGRAMAÇÃO

31.08 TERÇA
SALA CINEMATECA PETROBRAS

18h00 CINE SAMBA
FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES


CINE SAMBA
ter 31 18h00

Martinho da Vila Paris 1977, de Ari Cândido Fernandes
São Paulo, 1977, 16mm, cor, 8’ Exibição em DVD
O filme registra a passagem do cantor e compositor carioca Martinho da Vila por Paris, em 1977, durante uma turnê de apresentações.


Noel por Noel, deRogério Sganzerla
Rio de Janeiro, 1981, 35mm, cor, 10’ Exibição em DVD
Ensaio documental sobre a música e o tempo de Noel Rosa, com colagens de imagens de arquivo, fotografias de época e filmagens de blocos carnavalescos em Vila Isabel.


Pixinguinha e a Velha Guarda do Samba, deRicardo Dias e Thomaz Farkas
São Paulo, 2006, 16mm, cor/pb, 10’ Exibição em DVD
Em abril de 1954, Thomaz Farkas filmou, com uma câmera 16mm movida a corda, uma apresentação de Pixinguinha com músicos da Velha Guarda, no parque do Ibirapuera, em São Paulo, durante a comemoração do IV Centenário da cidade. O material se perdeu e foi reencontrado 50 anos depois. O filme recupera o material e conta essa história.

Com que roupa?, de Ricardo Van Steen
Rio de Janeiro, 1996, 35mm, pb, 18’ Exibição em DVD
Um dia na vida de um compositor. Entre brigas de bar, más notícias sobre sua saúde e desencontros com a namorada, Noel Rosa compôs o samba “Com que roupa?”


A Cinemateca Brasileira, desde 2004, mantém em sua programação um espaço permanente para o curta-metragem brasileiro, em sessões gratuitas todas as terças-feiras e sábados, às 18h00. Em agosto, o projeto continua a exibir filmes lançados recentemente pela Programadora Brasil, projeto da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, desenvolvido pela Cinemateca Brasileira em parceria com o Centro Técnico Audiovisual (CTAv), que disponibiliza filmes e vídeos brasileiros em DVD para circuitos de exibição não-comercial.
Não indicado para menores de 14 anos

ENTRADA FRANCA

CINEMATECA BRASILEIRA
Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana
Próximo à estação Vila Mariana do Metrô
Informações (11) 3512 6111 (r. 215)

Fonte: http://www.cinemateca.gov.br/programacao.php?id=50
► Leia mais...

Autores de ‘Sassaricando’ estreiam novo musical que resgata sambas clássicos

Natália Bittencourt -

Rio - O musical ‘É Com Esse Que Eu Vou’ é um desses espetáculos que poderia vir com selo de ‘a pedidos’, tem doce gostinho de bis e substância de sobra para superar o feito original. Pois desde o sucesso arrebatador de ‘Sassaricando’, quando foram responsáveis pelo resgate das marchinhas, Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral não paravam de ouvir súplicas para um repeteco da parceria com Claudio Botelho e Charles Möeller. O resultado está lá, no Oi Casa Grande.

“É uma decorrência. Desde 1932, a Prefeitura do Rio promovia concursos carnavalescos para premiar as melhores marchinhas e os melhores sambas. Era legítimo que também falássemos sobre eles”, diz Cabral. E que logo se esclareça, eles pedem: samba de Carnaval não é o mesmo que samba-enredo.

Foto: Divulgação

Ao primeiro gênero, produzido entre as décadas de 20 e 70, os pesquisadores dedicaram mais de um ano de audições (foram mais de 1.200 sambas), selecionando as 83 canções do roteiro. Pérolas de Noel Rosa, como ‘Com Que Roupa?’, de Herivelto Martins, como ‘Praça Onze’, e de Ataulfo Alves, como ‘Atire a Primeira Pedra’, e de mais 14 compositores fazem parte dos sete blocos do espetáculo — dividido em temas como rico e pobre, orgia e trabalho, etc.

‘SASSARICANDO’ VAI VOLTAR


Em cena, as boas heranças de ‘Sassaricando’: Pedro Paula Malta, Alfredo Del-Penho, Beatriz Faria e Soraya Ravenle — que assume o protagonismo em algumas cenas —, Lilian Valeska e os estreantes do teatro Marcos Sacramento e Mackley Matos. “As próprias letras são o texto, então é indispensável termos grandes cantores em cena. O elenco sabe tudo de samba, eles me dão verdadeiras aulas”, explica Claudio Botelho. O diretor aponta algumas diferenças do musical e o sucesso anterior: “Os sambas vão mais fundo na dramaticidade, na tristeza. Há muita alegria, é um grande baile, mas há espaço até para a dor de cotovelo”.

No embalo, será lançado um disco duplo pela Biscoito Fino. Gravadas em estúdio, as faixas apresentam o contagiante ritmo da folia — mesmo quando é a tal dor de cotovelo que rege o samba. Ingredientes de um sucesso de muitos Carnavais.
“Ficamos no Leblon até outubro.Depois devemos ir para o Teatro João Caetano, ficando até o Carnaval. A ideia é voltarmos com o ‘Sassaricando’ em janeiro, no Teatro Carlos Gomes. Aí será um grande carnaval na Praça Tiradentes!”, adianta Botelho.

Serviço
OI CASA GRANDE. Av. Afrânio de Mello Franco 290, Leblon (2511- 0800). Qui e sex, às 21h. Sáb, às 21h30. Dom, às 19h. Qui e sex: de R$ 30 a R$ 80. Sáb e dom: de R$ 40 a R$ 100. Livre. 120 min. Até 10 de outubro.

Por Beatriz Mota

Fonte O Dia

► Leia mais...

Hoje lançamento de "Noel: o Menino da Vila", no Rio de Janeiro

Natália Bittencourt -


Para todos os amantes de Noel Rosa, hoje, 21 de agosto, às 15h, no Teatro Tablado, será o lançamento do livro "Noel: o menino da Vila", com show que contará com Márcia Bulcão, ex-vocalista da banda Blitz.







No livro "Noel: o Menino da Vila", toda sua vida é reescrita, mas com o intuito de apresentar o sambista para o público infantil. Escrito pelos irmãos Clóvis Bulcão e Márcia Bulcão (ele, professor de história, ela, de música) o livro conta com as ilustrações de Iara Teixeira.

Ouça uma prévia do trabalho:

Leia aqui sobre "Noel: o Menino da Vila"


"Noel: o Menino da Vila"
Autor: Clovis Bulcão e Marcia Bulcão
Editora: Escrita Fina
Páginas: 64
Quanto: R$ 29
Onde comprar: Pelo telefone 0800-140090 ou pelo site da Livraria da Folha

► Leia mais...

/

Noel Rosa

Noel Rosa foi um marco na música popular brasileira. Um dos responsáveis pelo samba moderno e por ter trazido o samba as rádios, além de aproximar o samba do morro com o asfalto. Suas letras são atuais até hoje, assim como os textos de Shakespeare, pois tratam de temas inerentes ao ser humano. Apesar disso, o cantor, compositor, bandolinista, violonista ainda é pouco conhecido pela grande maioria das pessoas. Mesmo tendo vivido apenas 26 anos, o suficiente para deixar seu nome entre os maiores do samba carioca, Noel deixou mais de 200 composições gravadas. Entre elas inúmeros clássicos indiscutíveis como "Palpite Infeliz", "Feitiço da Vila", "Conversa de Botequim", "Último Desejo", "Silêncio de um Minuto", "Pastorinhas" e "Com Que Roupa?". Em 2010, se estivesse vivo, Noel Rosa completaria 100 anos. Para comemorar esta data decidimos fazer este blog em sua homenagem.

Enfeitiçados...

BannerFans.com

Feitiço do Noel no seu Site!

Quer colocar o Banner do Feitiço do Noel, igual ao acima, no seu Blog?
Copie o código e cole em uma nova caixinha de HTML-JavaScript, e pronto, um Banner que linka você direto com o Feitiço do Noel!

 
▲ TOPO ▲