CD Noel Rosa por Rui de Carvalho

Bárbara Lamas e Natália Louzada -

Rui passeia em Nila Isabel e "conversa" com Noel

Em 2008 o cantor e compositor Rui de Carvalho, nascido em Porto Velho, Rondônia, atualmente morador do Rio de Janeiro lançou o CD Noel Rosa por Rui de Carvalho que mereceu o seguinte comentário dos jornalistas Ubiratan Marques e Cadhu Cardoso: Um CD a altura do mestre. - “A real interpretação do samba, principalmente em se tratando de Noel Rosa, deve ser feita com muito suingue e muita manemolência e também deve ser capaz de passar a impressão do bom malandro ou boêmio, que na concepção carioca são sinônimos e Rui de Carvalho exibe com brilhantismo em um timbre de voz misto, entre João Nogueira e Agepê. É o que nos passa essa gostosa impressão, Também a forma coloquial com que as músicas são apresentadas e a firme na interpretação mostram a grandeza do intérprete, capaz de exaltar com muita elegância toda a graça que há por trás de músicas como: “Gago Apaixonado” e “Conversa de Botequim”; assim como mostra todo o romantismo sublime em faixas como: “Três Apitos” e “Fita amarela”. Rui ainda consegue um misto de alegria e tristeza na música “Feitio de Oração”, caracterizando bem a idéia de alegria numa triste melodia. Ou seja: Coisa de gente grande!”


Neste ano Rui já fez mais de dez shows em homenagem aos 100 anos de Noel. Além de Compositor e Interprete, ele é Artista Plástico e Designer Gráfico, autor de vários projetos importantes, com mais de 20 exposições individuais e 10 coletivas, com exposições realizadas no Brasil, Alemanha e Portugal. E Rui gentilmente nos cedeu uma entrevista sobre o poeta da vila:




Como começou a sua relação com a música de Noel Rosa?



Desde pequeno, quando morava em Manaus, ouvia as músicas de Noel e quando cheguei aqui no Rio em 1968, fui morar em Laranjeiras e depois comprei um apartamento na Tijuca ao lado de Vila Isabel, bem perto da rua Teodoro da Silva onde ele nasceu. Me encantei com as notas musicais nas calçadas do Boulervard 28 de Setembro e assim foi crescendo minha admiração pelo poeta.



O que diferencia a carreira e a vida pessoal de Noel de outros músicos, na sua opinião?



Vou fazer minhas, as palavras do Jornalista Sérgio Cabral: “ Qualquer pessoa que se dê ao trabalho de analisar a evolução da música brasileira verá que ela dá um salto quando surge Noel Rosa. Verá que, a partir de Noel nasce uma nova música, um novo samba. É que Noel Rosa foi dotado daquela capacidade reservada de raríssimos artistas – a de ser ao mesmo moderno e eterno”.



Noel viveu apenas 26 anos, mas sua carreira deixou um legado. Qual você considera a maior contribuição de Noel Rosa para música brasileira?




A simplicidade, a crônica, a belezae a genialidade de suas letras e melodias. Teve apenas sete anos para compor quase trezentas músicas e quase todas registradas ou gravadas, fora às que ele vendeu ou não assinou como parceiria. Morreu numa idade em que a maioria dos grandes compositores ainda estão começando.




Você acha que Noel é devidamente reconhecido por suas contribuições?



Sem dúvida alguma! A música de Noel continua mais viva do que nunca e não tem esse negócio de idade. As crianças cantam e adoram Noel e os mais velhos também. Tem sempre um artista gravando ou fazendo uma releitura de Noel e sempre será assim.



Qual sua composição predileta, e por que?



Muitas, cada uma tem um toque de genialidade! Noel é um ser iluminado.



Rui de Carvalho cantando Noel Rosa, Palpite Infeliz:




Noel Rosa

Noel Rosa foi um marco na música popular brasileira. Um dos responsáveis pelo samba moderno e por ter trazido o samba as rádios, além de aproximar o samba do morro com o asfalto. Suas letras são atuais até hoje, assim como os textos de Shakespeare, pois tratam de temas inerentes ao ser humano. Apesar disso, o cantor, compositor, bandolinista, violonista ainda é pouco conhecido pela grande maioria das pessoas. Mesmo tendo vivido apenas 26 anos, o suficiente para deixar seu nome entre os maiores do samba carioca, Noel deixou mais de 200 composições gravadas. Entre elas inúmeros clássicos indiscutíveis como "Palpite Infeliz", "Feitiço da Vila", "Conversa de Botequim", "Último Desejo", "Silêncio de um Minuto", "Pastorinhas" e "Com Que Roupa?". Em 2010, se estivesse vivo, Noel Rosa completaria 100 anos. Para comemorar esta data decidimos fazer este blog em sua homenagem.

Enfeitiçados...

BannerFans.com

Feitiço do Noel no seu Site!

Quer colocar o Banner do Feitiço do Noel, igual ao acima, no seu Blog?
Copie o código e cole em uma nova caixinha de HTML-JavaScript, e pronto, um Banner que linka você direto com o Feitiço do Noel!

 
▲ TOPO ▲